A Intervenção técnica é multidisciplinar

O regime ambulatório abrange os diferentes grupos etários: bebés, crianças, jovens e/ou adultos portadores de paralisia cerebral, situações neurológicas afins e outros, sendo definida uma intervenção de acordo com as suas necessidades.
 
Compete-lhes:
  • Avaliar bebés, crianças, jovens e/ou adultos c/paralisia cerebral, situações neurológicas afins e outras.
  • Efetuar o diagnóstico da perturbação do desenvolvimento.
  • Identificar os recursos e/ou dificuldades da Família/Cuidador
  • Proceder ao tratamento e reabilitação de bebés, crianças, jovens e/ou adultos c/deficiência.
  • Prestar apoio e orientação à Família/Cuidador.
  • Promover a integração social.
  • Colaborar c/serviços da comunidade implicando-os no processo de reabilitação.
  • Integração do deficiente tendo em vista a sua inclusão na comunidade e Sociedade.